O que será que existe dentro das pirâmides?

194374-131-40F15D56

Reza a lenda que Napoleão, imperador da França, deixou o interior da grande pirâmide do Egito pálido e transtornado, após passar horas sozinho na câmara do rei. Ele nunca revelou o que  tinha o transtornado, mas provavelmente o episódio mudou sua vida. A história sendo verídica ou não, certamente confirma o poder que a Grande pirâmide tem em despertar a imaginação de um grande líder, assim como desperta a nossa. O que será que Napoleão viu que provocou tamanha reação? O que de fato existe dentro da piramide? A resposta é nua e crua, não há muita coisa.

A Grande pirâmide, ou a pirâmide de Quéops, é a mais velha e a mais alta das três pirâmides que elevam-se sobre Gizé. Construída em 2551-2528 A.C, ela, originalmente, mede 481.4 pés (147 metros).  Seu imenso tamanho a torna uma beleza a ser admirada, mas a Grande pirâmide e suas vizinhas, as pirâmides de Quéfren e Miquerinos, são em grande parte apenas massas solidas de pedra – para ser mais preciso -2.3 milhões de  blocos de pedra calcária cortada, que é o número aproximado que compõe a Grande pirâmide. Originalmente, todas as três pirâmides tiveram um revestimento de uma espécie de pedra calcária mais brilhante. É possível imaginar como a pedra calcária teria feito das piramides um espetáculo ainda mais fascinante do que elas são agora.

As piramides de Gizé, como as pirâmides do Egito que vieram antes e depois delas, eram túmulos reais, um lugar de descanso final para seus faraós, ou reis. Muitas vezes eram parte de um vasto complexo funerário que incluía locais de sepultamento de  rainhas e templos mortuários para ofertas diárias. O lugar de descanso final do Faraó era geralmente dentro de uma câmara funerária subterrânea debaixo da pirâmide. Embora a Grande pirâmide tem câmaras subterrâneas, elas nunca foram concluídas e os restos do sarcófago de Quéops na câmara do rei – onde dizem que Napoleão estava – está localizada no fundo da Grande pirâmide.

1

© Steve Heap/Shutterstock.com

Assim como as pirâmides vizinhas, a Grande pirâmide têm muito pouco espaço dentro de sua volumosa massa. Napoleão teria chegado até a Câmara do rei através de uma passagem aclive muito estreita, passou pela câmara da rainha , e depois por uma passagem mais alta chamada de Grande Galeria. Após chegar na câmara do rei, Napoleão teria visto que ela era pequena e forrada, assim como as  câmaras de outros reis, com blocos de granito grosso. O espaço seria muito austero, poi os egípcios  apenas começaram a decorar câmaras funerárias com textos hieroglíficos em pirâmides anos mais tarde. Além disso, na época da campanha egípcia de Napoleão no final do século XVIII, as pirâmides já teriam sido saqueadas. Ele não encontrou qualquer vestigios de tesouros na câmara, apenas o enorme sarcófago de granito, que comodava a múmia do rei, bem firmado no chão.

2

© rook76/Shutterstock.com

Sem ter muito o que ver dentro da Grande Pirâmide, ou em qualquer das outras pirâmides perto de Gizé, só podemos imaginar o que poderia ter desconcertado o orgulhoso Napoleão — assim como só podemos imaginar outros mistérios das pirâmides: Os tesouros reais que podem ter sido escondidos , o efeito brilhante que elas supostamente tinham quando acabadas de serem construídas, e o esforço disciplinado  para contruí-las.

ILUSTRAÇÃO

Interior da grande pirâmide

3

Fonte: Encyclopaedia Britannica

Texto escrito por: Alicja Zelazko

Traduzido por: Daniela Lima.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s