Por que fazer muitos amigos só faz você ainda mais solitário?

 

A Solidão crônica é uma epidemia dos dias modernos, e uma das mais tristes. Nós vivemos em um tempo muito corrido. Sacrificar relacionamentos por mais trabalho, mais dinheiro, e mais outras coisas também é muito comum. Mas como espécies, os humanos não ficam bem sozinhos. Nós sobrevivemos melhor em grupos onde podemos olhar para próximo por causa do apoio e a empatia.

Apesar da necessidade instintiva por outras pessoas, a quantidade de indivíduos que alegam sentindo-se sozinhos é alta. Na década de 70 e 80, a porcentagem era de aproximadamente 11% e 20% respectivamente, segundo uma pesquisa feita nos Estados Unidos. Mas em 2010, a Associação Americana de Aposentados repetiu um estudo similar, e a porcentagem era tão alta quanto 45%.

Quando os sentimentos de solidão parecem nos oprimir, a solução instintiva é fazer mais amigos para socializar. Mas todas essas realizações é a mais intensa realização de solidão

A solidão existe mesmo estando em companhia física.

Sentir-se sozinho não é a mesma coisa que estar verdadeiramente sozinho. Reflita nesta situação comum: Em uma reunião de família, alguns parentes estão sentados à mesa, mas eles estão checando o Facebook em seus aparelhos ou conversando com pessoas que não estão ali presentes. Nenhuma das pessoas neste cenário está verdadeiramente sozinha, mas elas criam a solidão por estarem mais interessadas em seus aparelhos de telefone do que na companhia física, eles perdem a verdadeira conexão humana feita através da conexão física.

Um outro exemplo é pacientes em hospitais. Enquanto essas pessoas doentes estão literalmente bem arrodeadas de ajuda, elas sempre se sentem solitárias e esquecidas se sua família não faz uma visita com frequência. Qualquer tipo de separação, seja esta literal ou emocional, nos faz sentir muito sozinhos e isolados.

No caso dos animais, o problema não é separar um macaco, por exemplo, de qualquer companhia, é separar eles de uma companhia preferida. Quando é feito isso, vemos os mesmos efeitos naqueles macacos que nós vemos em humanos; eles se sentem solitários.

 Relacionar-se é fácil, aprofundar-se não é.

Parte do problema em ser hiper social ou fazer novos “amigos” para preencher o vazio vem do fato de que aquelas relações são na verdade vazias. Isto está ligado em o quão simples é relacionar-se com novas pessoas.

Em qualquer momento que você abre o aplicativo do Facebook ou Whatsapp, você está relacionando-se com pessoas; e podem ser amigos de muito tempo, conhecidos, ou até mesmo estranhos, mas a atenção cria a linha destorcida entre verdadeira companhia e estranho da internet. Uma pessoa pode ter milhares de amigos no Facebook, mas, de verdade, conhece apenas 50 deles. O número alto de amigos não significa que a solidão é uma impossibilidade.

Uma outra tendência para a solução rápida de acabar com a solidão são os aplicativos de namoro. Se você precisa incentivar a autoestima ou apenas quer alguém para te elogiar e manter uma companhia, qualquer aplicativo de namoro pode resolver isso em minutos. Raramente, há algum laço de apego, e pode ser perigoso, pois este tipo de relacionamento também é prejudicial; você pode não se sentir sozinho pelo tempo que  passa com uma pessoa nova, mas assim que essa pessoa não dá mais notícias, você se sente mais solitário do que antes.

Promiscuidade é uma droga para um solitário

Quando você faz novos amigos por causa da solidão, está sendo promiscuo. A palavra, “promíscuo”, é tipicamente associada a ser uma pessoa com muitos casos amorosos, mas a outra definição é mais sobre ser indiferente quando se trata de quem são as pessoas que você escolhe para estar rodeado.

É óbvio que se relacionar com muitas pessoas traz uma boa sensação, mas novas relçaões nem sempre se transformam em relacionamentos fortes. Quanto mais relacionamentos superficiais você constrói, mais solitário se sente.

Tente lembrar da  última vez em que você se deu conta que estava compulsivamente nervoso, e provavelmente deve ter atacado a geladeira e comeu tudo o que tinha direito, mesmo que fosse só “besteiras”. Criar relacionamentos fracos para tentar preencher o vazio é a mesma coisa; quando você não está sendo seletivo ao escolher as pessoas com quem vai se relacionar, você cria muitos relacionamentos pobres.

Vencendo o vicio da solidão.

Relacionamentos profundos conectam pessoas em um nível de intimidade. Quando você se relaciona verdadeiramente com alguém, você confia nesta pessoa. Esta confiança permite que pensamentos e sentimentos sejam trocados entre vocês para que possam crescer verdadeiramente como indivíduos.

Relacionamentos fracos, no entanto, fazem as pessoas se sentirem distantes, pois pensamentos e sentimentos não são trocados e compartilhados. Por que você compartilharia pensamentos e ideias íntimas com alguém que você não sabe se pode confiar para mante-los em segredo?

Relacionamentos fracos te levam de volta ao problema original – “a separação da companhia preferida”, o qual leva à solidão.

Isto é um ciclo vicioso: você se sente só, tenta conhecer mais pessoas, se relaciona com pessoas erradas e elas só te deixam mais solitárias. É por isso que pessoas sábias sempre dizem que preferem ter  2 amigos realmente próximos do que 20 conhecidos.

Então, o que é aconselhável fazer? Parar de ser uma pessoa amigável? A resposta é: Não.

Pare de querer fazer muitos amigos

Queira se relacionar com poucas pessoas as quais você possa compartilhar seus pensamentos. O objetivo é construir relacionamentos reais em uma base sólida. Se você deseja um bracelete de diamante, mas não tem dinheiro para comprar, então é melhor ficar sem do que esperdiçar dinheiro com uma bijuteria barata que não vai durar. Amigos “bijuterias” não são diferentes.

Também é importante destacar que amizades e relacionamentos com pessoas devem ser feitas para a sua felicidade, e não para impressionar os outros ou parecer popular. Uma pessoa pode estar fisicamente com várias pessoas, mas ainda sentindo-se só.

Fazer amizade apenas com as poucas pessoas certas é suficiente para lhe proporcionar afeto e conexão. Quando você se encontra sozinho fisicamente e apenas envia uma rápida mensagem de texto para um amigo de verdade, você consegue se sentir bem melhor por bastante tempo. Os amigos de verdade são aqueles que te fazem feliz e te desafiam para crescer.

Se você está se sentindo confuso por não saber como criar verdadeiros relacionamentos, comece entendendo os valores das outras pessoas para formar um relacionamento profundo. Quanto mais valores são compartilhados, mais profundos os relacionamentos serão.

 

Via: Lifehack

Tradução: Daniela Lima.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s